sexta-feira, 31 de janeiro de 2014

O VIAJANTE DO TEMPO 2


    
     Foto  de 1941, durante a reabertura de uma ponte no Canadá... O homem de óculos e com roupas atuais traz uma câmera fotográfica  considerada moderna para a época... Tem quem acredite que ele, na verdade, é um viajante do tempo.

quinta-feira, 30 de janeiro de 2014

O VIAJANTE DO TEMPO


      Em 28 de janeiro de 2003, um homem chamado Andrew Carlssin foi levado pelo FBI, a pedido da SEC (Security and Exchange Commission) para interrogatório sobre suspeita de informações privilegiadas ou ilegais como eles preferem dizer.  As suspeitas começaram quando a SEC descobriu que Carlssin conseguiu aumentar a sua carteira de investimentos com apenas US$ 800 para 350 milhões dólares em apenas duas semanas. Toda transação que ele fez deu lucros, em áreas inesperadas dos negócios, o que não pode ser simplesmente sorte. Durante anos, as maiores empresas de Wall Street sofreram grandes perdas devido à instabilidade do mercado excepcional.
       Em seu interrogatório na presença do FBI, Carlssin, de 44 anos de idade, surpreendeu a todos com uma confissão excepcional de como ele conseguiu tal riqueza. Ele declarou que viajou de volta no tempo a partir de 200 anos no futuro, e que seu conhecimento dessa era lhe permitiu acumular a fortuna que obteve. O FBI diz: "Nós ainda estamos tentando trazer à tona a fonte dele nas negociações, não acreditamos na história desse cara – ou ele é um lunático ou um mentiroso patológico. Ele permanecerá na prisão até que tenhamos a verdade." Durante quatro horas de interrogatório, Carlssin continuou a dizer que ele era um viajante do tempo, que viera do ano 2256.
       Ele disse, “Era tentador demais para resistir. Mas parece que eu me empolguei com a atmosfera". Disse que no de 2256 o conhecimento sobre a instabilidade do mercado de ações é algo que é tão comum que cada pessoa que conhece a história do mercado de ações poderia tirar proveito dela.
       Para provar sua alegação, Carlssin forneceu algumas previsões, tais como: sobre a data exata da invasão do Iraque pelos EUA, e ele deu a data exata. Ele também ofereceu para dar localização de Osama Bin Laden e sobre a cura da AIDS. Tudo o que ele quer é que permitam que volte ao futuro em sua "nave temporal".
        Quando perguntado, Carlssin se recusou a dizer a localização da "máquina do tempo" ou discutir sobre como funcionaria, por medo de que a tecnologia pudesse cair nas mãos erradas. É claro que o FBI não só acredita na história de Carlssin, como também não puderam rastrear a origem Carlssin antes de dezembro de 2002. É como se Carlssin nunca tivesse existido antes disto. Mesmo com a foto estampada no New York Times não apareceu nenhum cidadão que conhecia o sujeito.
      Então, a história de Carlssin parou por aí. De repente desapareceu e ninguém mais falou dele novamente. Nenhuma mídia quis falar disso novamente.
      Hoje, a SEC e o FBI, negam que eles tenham pego Carlssin. Na época, o advogado de Carlssin disse que eles deveriam se encontrar numa audiência no tribunal em 2 de abril de 2003, mas ele não apareceu, simplesmente sumiu. 

FONTE: http://forum.antinovaordemmundial.com

quarta-feira, 29 de janeiro de 2014

FERNANDO FERNANDES POSTA FOTO EM PÉ



     O ex-BBB Fernando Fernandes postou uma foto em que aparece posando de pé – e comemorando – pela primeira vez e usando apenas uma das mãos para se apoiar. A imagem, claro, deixou muitos seguidores do atleta emocionados, principalmente porque ele escreveu na legenda da foto, postada no Instagram, uma mensagem de esperança.
   “A esperança vê o invisível, sente o intocável e alcança o impossível. Tudo no seu momento”, festejou Fernando, emocionando e recebendo inúmeras mensagens e parabéns dos seus seguidores.

FONTE: Click RBS

terça-feira, 28 de janeiro de 2014

HITLER NO BRASIL?


Foto onde o suposto "Adolf Hitler" aparece ao lado de Cutinga, sua companheira

      Oficialmente, Adolf Hitler suicidou-se em 30 de abril de 1945 após ingerir cianureto e disparar uma arma contra a própria cabeça. Apesar das inúmeras referências historiográficas que comprovam essa versão. No entanto, há uma versão mais célebre de que o ditador nazista teria fugido para a América do Sul, vindo a se esconder aqui no Brasil. 
      Esta versão que a pesquisadora brasileira Simoni Renée Guerreiro Dias explora em sua dissertação de mestrado em jornalismo. Da pesquisa surgiu a obra "Hitler no Brasil - sua vida e sua morte", onde Simoni defende a versão oficial e tenta provar que Adolf Hitler escapou do bunker de Berlim, no final da Segunda Guerra, e morreu no Brasil, em 1984, aos 95 anos, na cidade de Nossa Senhora do Livramento, a 42 km de Cuiabá. 
      A autora defende que o führer fugiu para a Argentina e depois para o Paraguai antes de se estabelecer no estado brasileiro de Mato Grosso, onde passou a utilizar o nome falso de Adolf Leipzig. 
       A obra ainda destaca outra teoria bizarra: a de que Hitler teria vindo ao país em busca de um tesouro enterrado. A autora acredita que, Hitler teria em mãos um mapa dado a ele por aliados do Vaticano. A teoria bizarra aponta ainda que ele teria tido um relacionamento com uma mulher negra chamada Cutinga, para não chamar a atenção de sua identidade. 
     Como ninguém quer acreditar nesta teoria maluca, Simoni planeja usar testes de DNA para mostrar semelhanças entre o material genético de um suposto parente de Hitler que vive em Israel com restos mortais de Adolf Leipzig a partir de seu suposto lugar de descanso final em Nossa Senhora do Livramento. Só que ainda falta-lhe a permissão da Justiça para exumar o corpo. 
      Candido Moreira Rodrigues, professor de história na Universidade Federal de Mato Grosso, afirmou ao jornal Daily Mail que não há nada de novo em pessoas que se dizem historiadores chegando com teorias mirabolantes sobre a vida de Hitler na América do Sul, já que alguns dos nazistas mais famosos se refugiaram comprovadamente na região depois do fim da guerra, como Adolf Eichmann e Josef Mengele. A reportagem está correndo no mundo, a fonte é do  jornal Daily Mail.

FONTE: http://www.dm.com.br

segunda-feira, 27 de janeiro de 2014

NOVAS REGRAS PARA PESSOAS COM DEFICIÊNCIA MOTORA COMEÇAM A VALER EM 2014


   

      
      Os aeroportos terão até meados de janeiro de 2014 para se adaptar às novas regras sobre acesso de passageiros com necessidade de assistência especial.
      A nova norma abrange pessoas com deficiência, idosos (60 anos ou mais), gestantes, lactantes, pessoas com criança de colo, com dificuldade de locomoção ou que tenha limitação de autonomia.

     Uma das principais alterações previstas pela nova regra, publicada pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), define que o aeroporto deverá prover equipamentos, “como ascenso ou descenso ou por rampa, quando necessários, como é o caso dos passageiros que necessitam de macas ou cadeiras de rodas”.
        O embarque e desembarque desses passageiros continuam sendo responsabilidade das companhias aéreas, que podem usar os equipamentos disponíveis no aeroporto ou próprios.
       Com base na movimentação dos aeroportos, a Anac definiu um cronograma para a adaptação às novas regras. Aeroportos com fluxo superior a dois milhões de passageiros por ano terão prazo até dezembro de 2013; os com movimentação acima de 500 mil passageiros/ano terão até dezembro de 2014; e aqueles em que o movimento chega a até 500 mil por ano, o prazo vai até dezembro de 2015.
Outra mudança é o fim do limite, por voo, da quantidade de passageiros que necessitam de assistência especial. A empresa aérea poderá providenciar acompanhante ou autorizar acompanhante indicado pelo passageiro nos casos em que a pessoa não tem condições de sair sozinha da aeronave em uma situação de emergência.
        Neste caso, o acompanhante pagará valor igual ou inferior a 20% do valor do bilhete do passageiro com necessidade de assistência especial. Ele viajará na mesma classe e ao lado da pessoa assistida.
         O número de assentos de corredor com braços móveis terão de aumentar dos atuais 10% para 50% em aviões, com pelo menos 30 lugares. Esses lugares deverão ficar na dianteira e na traseira da aeronave, o mais perto possível das saídas.
       Além disso, o transporte de cão-guia e de peças usadas para a locomoção do passageiro, como cadeira de rodas e muletas, passará a ser gratuito, e de preferência fiquem no chão da cabine.
      Os aeroportos e as companhias deverão ter um funcionário preparado e responsável pela acessibilidade desses passageiros. O descumprimento da norma pode resultar em multas que variam entre R$ 10 mil e R$ 25 mil por infração.

FONTE: http://pessoascomdeficiencia.com.br/

sexta-feira, 24 de janeiro de 2014

DETETIVES DA HISTÓRIA - REI ARTHUR




      Rei Arthur  é uma figura lendária britânica que, de acordo com histórias medievais e romances, teria comandado a defesa contra os invasores saxões   chegados à Grã-Bretanha no início do século VI. 
        Os detalhes da história de Artur são compostos principalmente pelo folclore e pela literatura,  e sua existência histórica é debatida e contestada por historiadores modernos. A escassez de antecedentes históricos de Artur é retratada por diversas fontes.
      A origem do mito do rei Arthur é um ponto muito debatido pelos estudiosos até hoje. Alguns acreditam que o personagem Arthur está baseado em alguma figura histórica, provavelmente um chefe guerreiro britânico da Antiguidade tardia e início da Idade Média,  a partir do qual se criaram as lendas que conhecemos hoje. Outros estudiosos crêem que Arthur é pura invenção mitológica, sem relação com nenhum personagem real.
     Os historiadores, depois de terem feito uma crítica feroz aos mitos arturianos, chegando mesmo a negar a sua existência, limitam-se a uma prudente reserva. O que nos fica então para além de belas histórias? Não podemos afirmar com toda a certeza que Arthur existiu, pois não existem relatos contemporâneos.
    Os arqueólogos, com as limitações que a ausência de registos implica, preferem falar de um período sub-romano para definir aquilo que é o período arturiano: séculos V e VI. Arthur era de fato um nome até relativamente vulgar na época. Sabe-se que um comandante romano de um destacamento sármata do século II na Bretanha  tinha esse nome. Outras figuras antes e depois do “Arthur” que nos interessa tinham esse nome. Uma divindade do norte também tinha um nome semelhante.
         Os nomes de origem romana ainda comuns nos séculos V e VI nas crônicas vão progressivamente desaparecendo à medida que, empurrados para Gales, os celtas vão se tornando galeses. Teria sido criado um herói a partir dos feitos de várias personagens que foram amalgamados pela memória coletiva? Ou de fato houve alguém que guerreou contra os saxões depois de Ambrosius e conseguiu depois adquirir um estatuto lendário? Ou nunca existiu ninguém assim e aos poucos surgiu uma lenda que foi crescendo? São várias as hipóteses mas nenhuma pode se impor no momento.


FONTE: wikipédia

quinta-feira, 23 de janeiro de 2014

FISIOTERAPIA NA SÍNDROME DE DOWN


 

      A avaliação inicial da criança com Síndrome de Down deve ser holística, sendo importante estar alerta aos problemas associados à síndrome, tais como hipotonia, redução da força muscular, hipermobilidade articular, pés planos, escoliose, alterações respiratórias, instabilidade atlânto-axial, doença cardíaca congênita, deficiências visual e auditiva, presença de doenças convulsivas. Com esses dados, o fisioterapeuta é capaz de analisar as necessidades de cada criança e de sua família, planejando orientações e intervenções apropriadas para cada situação.
      O principal objetivo da fisioterapia é criar condições para explorar o potencial motor da criança, direcionando-a nas sucessivas etapas do desenvolvimento motor e auxiliá-la na aquisição de padrões essenciais e fundamentais do desenvolvimento, preparando-a para uma atividade motora subseqüente mais complexa. Os objetivos específicos são determinados de acordo com a faixa etária ou fase do desenvolvimento. Para alcançar esses objetivos são utilizados métodos que propiciarão maior independência, autoconfiança e ampliação da relação com o meio ambiente.

      
      O objetivo da fisioterapia não é tentar igualar o desenvolvimento neuropsicomotor da criança com síndrome de Down ao de uma criança comum nem exigir da criança além do que ela é capaz, mas auxiliá-la a alcançar as etapas desse desenvolvimento da forma mais adequada possível, buscando a funcionalidade na realização das atividades diárias e na resolução de problemas.
      A estimulação bem estruturada pode promover o desenvolvimento da criança, minimizando suas dificuldades e evidenciando a possibilidade de melhores respostas à experiência e adaptação a condições mutantes e a estímulos repetidos. A estimulação adequada torna consciente pra a criança os gestos da vida diária.
      Os primeiros meses de vida são fundamentais para a estruturação de nossas potencialidades: as primeiras expressões do bebê são essencialmente motoras grande variedade de pequenos movimentos que fazem parte de um sistema complexo e organizado que irá influenciar no seu bem-estar, presente e futuro. Os primeiros movimentos são reflexos, porém, durante o seu desenvolvimento, a criança os refinará e os tornará mais precisos, reunindo todas as sensações motoras para chegar a gestos globais, tais como erguer a cabeça, sentar-se e ficar em pé.
      A criança necessita de pré-requisitos para conseguir passar adequadamente para etapa seguinte do desenvolvimento neuropsicomotor, não se deve tentar pular fases para adiantar o processo, até mesmo porque a criança terá apenas prejuízos. De que adianta andar precocemente se ela é incapaz de se equilibrar ou manipular objetos de forma ordenada? A criança necessita de segurança e controle motor para avançar em seu desenvolvimento.

      
      É importante ressaltar que cada criança tem seu próprio ritmo de desenvolvimento, que deve ser percebido e respeitado. A deficiência não determina como será o desenvolvimento de ninguém. Cada síndrome tem suas próprias características e cada criança as apresentará de forma diferente. O que importa é respeitar a individualidade da criança e determinar a linha de tratamento a partir disso.
      O Conceito Neuroevolutivo Bobath é um dos mais adequados ao tratamento das crianças com Síndrome de Down por estar de acordo com os objetivos do trabalho realizado com bebês. O trabalho de correção postural é realizado com crianças e adolescentes através de métodos ortopédicos e de reeducação postural global, como Iso-stretching e RPG.

FONTE:  http://www.apsdown.com.br

quarta-feira, 22 de janeiro de 2014

A MULHER QUE DESCEU AS CATARATAS DO NIÁGARA DENTRO DE UM BARRIL



      Annie Edson Taylor (24 de Outubro de 1838 — 29 de Abril de 1921) foi uma professora e aventureira estadunidense.
     Ela entrou para a história quando, em 24 de Outubro de 1901 (dia do seu 63º aniversário), tornou-se a primeira pessoa a descer as cataratas do Niágara dentro de um barril.
Adicionar legenda
     Annie imaginou que descer as cataratas do Niágara seria uma forma de ganhar fama e dinheiro. Assim, ela projetou um barril de salmora modificado, impermeável portanto, e contratou um agente para tornar o evento público. 
 
      Ela comprimiu o ar no barril para 30 psi com uma bomba de bicicleta, amarrou-se entre travesseiros e usou uma bigorna para se equilibrar. Ela entrou no barril com seu gato e desceu as cataratas com vários repórteres e turistas assistindo a tudo. 
 
      Fim da aventura, ela foi retirada de seu barril 17 minutos após ter descido as cataratas, com apenas um corte na cabeça. Este fato lhe rendeu a alcunha de "Heroína das Cataratas do Niágara.

FONTE: WIKIPEDIA

terça-feira, 21 de janeiro de 2014

URNAS COM ÁUDIO PARA PESSOAS COM DEFICIÊNCIA VISUAL NAS ELEIÇÕES



      
      Uma novidade irá marcar as eleições de outubro de 2014. A Secretaria de Tecnologia de Informação do Tribunal Superior Eleitoral (STI-TSE) irá alterar o software de votação das urnas eletrônicas, tornando todas as máquinas aptas a liberar áudio para eleitores com deficiência visual. Desde 2010, o eleitor cadastrava-se junto à Justiça Eleitoral e, assim, sua seção de votação tornava-se acessível. 
      O cadastro ainda pode ser feito e agiliza a logística das eleições. No entanto, caso o eleitor não tenha informado sua deficiência, haverá um código a ser digitado pelo mesário que liberará o recurso sonoro. O encaminhamento do pleito ao Tribunal Superior partiu da STI do TRE de São Paulo, a partir de solicitação elaborada por cartórios eleitorais paulistas durante oficina de mapeamento de fluxos de processos. 

Comissão do TRE-RS apresentou proposta semelhante Em março de 2013, a Comissão Multidisciplinar para Acessibilidade do TRE-RS encaminhou sugestão semelhante ao TSE. A Comissão existe desde setembro de 2012 e obedece a uma política voltada à ampliação da acessibilidade em todos os níveis da Justiça Eleitoral brasileira.  

FONTE: http://www.jornalfolhadosul.com.br/

segunda-feira, 20 de janeiro de 2014

O VERDADEIRO "MENINO DO RIO"




      No começo dos anos 70, com pouco mais de 15 anos de idade, José Artur Machado, o Petit, era o símbolo da geração de jovens bronzeados, surfistas da praia de Ipanema,.....

      Petit foi imortalizado pelo cantor Caetano Veloso, que se inspirou em sua imagem e, em 1979, compôs Menino do Rio, clássico da música popular brasileira na voz de Baby Consuelo. Mas na madrugada de 29 de agosto de 1987, na garupa da moto de um amigo ocasional, Petit sofreu um acidente. A violenta pancada da cabeça contra o asfalto o deixou em coma por 40 dias. Sobreviveu, mas com o lado direito do corpo, rosto e boca paralisados. Seqüelas que não superou.
       Quase dois anos depois, na tarde de 7 de março de 1989, aos 32 anos, Petit matou-se. Trancou-se do mundo e bateu a porta: enforcou-se com a faixa do quimono de jiu-jitsu, o nó preso pelo lado de fora do alto da porta fechada do apartamento.

Petit foi encontrado como na música de Caetano: calção, corpo aberto no espaço.




Menino do Rio
Calor que provoca arrepio
Dragão tatuado no braço
Calção corpo aberto no espaço
Coração, de eterno flerte
Adoro ver-te...


Menino vadio
Tensão flutuante do Rio
Eu canto prá Deus
Proteger-te...


O Hawaí, seja aqui
Tudo o que sonhares
Todos os lugares
As ondas dos mares
Pois quando eu te vejo
Eu desejo o teu desejo...


Menino do Rio
Calor que provoca arrepio
Toma esta canção
Como um beijo...


Menino do Rio
Calor que provoca arrepio
Dragão tatuado no braço
Calção corpo aberto no espaço
Coração, de eterno flerte
Adoro ver-te...


Menino vadio
Tensão flutuante do Rio
Eu canto prá Deus
Proteger-te...
O Hawaí, seja aqui
Tudo o que sonhares
Todos os lugares
As ondas dos mares
Pois quando eu te vejo
Eu desejo o teu desejo...


FONTE: www.blogtche-auri.blogspot.com.b

quinta-feira, 16 de janeiro de 2014

VERGONHA ALHEIA



      

      23h15 da noite, Zaffari da Cidade Baixa bombando. Na fila de atendimento prioritário, cinco pessoas aguardam, sendo que nenhuma delas é idosa, com deficiência ou gestante.  Eis que chega um cadeirante na fila e fica atrás das pessoas.  Todo mundo faz de conta que não vê o cadeirante, até que um senhor vai ao rapaz que aguarda para ser atendido no caixa preferencial  e pede que ele gentilmente ceda o seu lugar ao homem com deficiência. O rapaz se nega. Alega que está na fila há 40 minutos e que não vai sair. Chega o gerente do supermecado e pede que o rapaz deixe o cadeirante passar. O rapaz novamente se nega e diz que ninguém vai passar na sua frente.  O gerente então manda abrir outro caixa preferencial para que o cadeirante possa ser atendido e fecha o caixa onde o dito rapaz aguarda indignado, agora ligando provavelmente para  o seu advogado. Fez papel de trouxa. Primeiro, porque não tinha razão. Caixa prioritário é para quem tem prioridade. Quando um sujeito opta por entrar no caixa prioritário, deve ter me mente que, a qualquer momento um idoso, pessoa com deficiência, gestante ou pessoa com bebê de colo poderá passar na sua frente. Segundo, porque isso é lei (Lei Federal   No 10.048, DE 8 DE NOVEMBRO DE 2000).  Felizmente, o gerente do Zaffari não se deixou intimidar pela indignação e marra do rapaz e fez a coisa certa. Gente que não respeita o direito dos outros e que ainda se acha com razão tem mais é que pagar mico na fila mesmo. Vergonha alheia. 

Cristiano Refosco


quarta-feira, 15 de janeiro de 2014

VOCÊ SABE QUEM FOI ESSE CARA?





Vamos aos fatos sobre a vida deste homem:

1 . Casou-se aos 13 anos de idade...

2 . Mesmo sendo casado, após ter quatro filhos, tornou-se celibatário, abdicando totalmente do sexo...

3. Ele mesmo fazia as suas roupas...

4 . Suas sandálias foram leiloadas por um lance inicial de 46 mil dólares...

5 . Morreu assassinado no meio de uma grande multidão...


Fácil, né? Só pela foto já dá pra matar a charada...

O cara em questão é o Mahatma Gandhi...



terça-feira, 14 de janeiro de 2014

PROJETO DE ROMÁRIO PROÍBE COBRANÇA DE TAXA ADICIONAL PARA MATRÍCULA DE ALUNOS COM DEFICIÊNCIAS




      Todo início de ano é igual. Hora de ajustar as finanças para pagar impostos e contas extras que vencem neste período. A escola das crianças é uma delas, mas há famílias  que desembolsam ainda mais dinheiro que o normal, são os pais de pessoas com deficiência. Isso porque algumas escolas insistem em cobrar taxas extras para a matrícula desses alunos.
      Esta cobrança é irregular e fere o princípio isonomia prevista na Constituição, que garante que toda pessoa tenha o mesmo tratamento diante da Lei. Para acabar com a prática, o deputado federal Romário (PSB-RJ) apresentou o projeto de Lei 6570/2013, que proíbe a cobrança de taxa adicional para alunos com deficiência física ou intelectual em escolas particulares.

      “Esta normativa, que é comum em diversas escolas e configura, em linhas tortuosas, mais um obstáculo para a efetivação da matrícula do aluno com deficiência”, observa o deputado Romário.
      As entidades privadas justificam a cobrança extra pela necessidade de contratação de um auxiliar para acompanhar o aluno em sala de aula. Por isso, o projeto determina a elaboração de planilhas com os custos de manutenção e desenvolvimento do ensino, com o objetivo de assegurar que nenhuma taxa extra seja cobrada. O parlamentar também cobra a construção de um projeto político e pedagógico para a educação inclusiva, com o intuito de atender as necessidades específicas dos alunos e promover adaptações necessárias.
      Pela proposta, os pagamentos feitos acima do valor da mensalidade, que não sejam cobrados para todos os alunos, deverão ser ressarcidos. O reembolso deverá ser o dobro do que foi pago em excesso, acrescido de correção monetária e juros legais.
 

Fonte: http://www.romario.org/

segunda-feira, 13 de janeiro de 2014

CONTOS DE FADAS



      Os contos de fadas ou contos maravilhosos são uma variação do conto popular. Partilham com estes o fato de serem uma narrativa curta cuja história se reproduz a partir de um motivo principal e transmite conhecimento e valores culturais de geração para geração, transmitida oralmente, e onde o herói ou heroína tem de enfrentar grandes obstáculos antes de triunfar contra o mal. Nos contos, que muitas vezes começam pelo "Era uma vez", para salientar que os temas não se referem apenas ao presente tempo e espaço, o leitor encontra personagens e situações que fazem parte do seu cotidiano e do seu universo individual, com conflitos, medos e sonhos. 
      A rivalidade de gerações, a convivência de crianças e adultos, as etapas da vida (nascimento, amadurecimento, velhice e morte), bem como sentimentos que fazem parte de cada um (amor, ódio, inveja e amizade) são apresentados para oferecer uma explicação do mundo que nos rodeia e nos permite criar formas de lidar com isso.

      Entre os grandes autores, além do irmãos Grimm, encontram-se o francês Charles Perrault, que deu vida à Chapeuzinho Vermelho, Bela Adormecida, Pequeno Polegar e Gato de Botas; Andersen, que nos presenteou com a história do Patinho Feio; Gabrielle-Suzanne Barbot, a Dama de Villeneuvee com a Bela e a Fera e Charles Dickens, com o Conto de Natal e a história de Oliver Twist. No Brasil, a maior conquista foi Monteiro Lobato, cuja a obra ainda hoje serve de base ao início literário de muitas crianças.

      Caracteristicamente os contos envolvem algum tipo de magia, metamorfose ou encantamento, e apesar do nome, animais falantes são muito mais comuns neles do que as fadas propriamente ditas. Alguns exemplos: Rapunzel, Branca de Neve e os Sete Anões e A Bela e a Fera.

FONTE: Wikipédia

sábado, 11 de janeiro de 2014

7 ANÕES NO CAMPO DE CONCENTRAÇÃO - ÚLTIMA PARTE



      Ao amanhecer, sexta-feira, 1 de setembro, as mulheres ajudaram umas as outras a se vestirem e a se maquiarem... Logo em seguida, um caminhão veio buscar os 7 anões e eles foram levados para um grade edificío no acampamento residencial SS.

      Em seguida, a trupe foi levada para um auditório lotado com altos oficiais da SS e Mengele estava em pé na frente do palco. Ao olhar para os anões, Mengele ordenou:
           - Tirem as roupas!
        Ele estava apresentando o seu trabalho na área da genética, com uma palestra intitulada: "Exemplos do Trabalho em Biologia e Antropologia  no campo de concentração . "

        Para ilustrar o seu ponto, ele cutucou os anões trêmulos com um taco de bilhar, indicando o local de cada um dos seus órgãos internos.

       Seu propósito era mostrar que a raça judaica tinha degenerado em um povo de anões e aleijados , mas como ele não tinha resultados concretos, ele estava contando com os Lilliputs nus para dar a seu discurso algum impacto.

       Quando terminou, o público levantou-se para aplaudir e um enxame de oficiais da SS subiu ao palco para cutucar a trupe nua.

        Em seguida, os anões foram para o quartel em total silêncio, onde seus companheiros de prisão os saudaram, como se eles tivessem acabado de voltar dos mortos.

      Mengele continuou a proteger seus espécimes de pesquisa. Pouco tempo depois, ele salvou Avram e Micki Ovitz da câmara de gás. Um outro médico – rival de Mengele – queria executar os anões, mas Mengele não permitiu..

      A coisa chegou a tal ponto, que quando Mengele teve uma semana de férias, os anões ficaram com muito medo que alguma coisa os acontecesse. Em seu retorno, uma das anãs perguntou-lhe com todo o encanto:
        - Perdoe-me por perguntar, Vossa Excelência, mas quando tudo isso vai acabar, para que possamos ir para casa? '
         Mengele fez uma careta:
       - O que quer dizer, meu amor? Eu não posso ir para casa sozinho. Eu não estou trabalhando aqui por prazer, mas sob as ordens . Você não tem nada do que reclamar!
       O fim, quando chegou, foi rápido. A notícia de que o exército russo estava se aproximando se espalhou em janeiro de 1945 e Mengele recolheu os relatórios médicos e fugiu.
    Sete meses mais tarde, a família Ovitz finalmente chegou em casa, onde encontrou o seu ouro e jóias ainda enterrado sob o seu carro. Mas a vila de Rozavlea tinha mudado irrevogavelmente: apenas 50 de seus 650 judeus haviam retornado.
        Em 1949, a família emigrou para Israel, onde passou vários anos em turnê com seu show no palco até que problemas de saúde obrigou-os a se aposentar.
    Mengele, que havia escapado da justiça , fugindo para a América do Sul, se afogou em 1979. Se ele tivesse sido pego, Perla disse que duvidava que ele teria pedido desculpas pelo que fez à sua família .
      "Mas se os juízes me perguntassem se ele deveria ser enforcado, eu lhes disse para deixá-lo ir.
     " Fui salva pela graça do diabo - Deus dará a Mengele lhe é devido . "
      Perla morreu pacificamente, aos 80 anos , em 9 de setembro de 2001.


 
Extraído do Giants : Os anões de Auschwitz por Yehuda Koren e Eilat Negev (The Robson Press, £ 16,99 ).

sexta-feira, 10 de janeiro de 2014

ESCULÁPIO



      Esculápio ou Asclépio é o deus da Medicina e da cura da mitologia  greco-romana. 
      Existem várias versões de seu mito, mas as mais correntes o apontam como filho de Apolo,  um deus, e Corônis, uma mortal. Teria nascido de cesariana  após a morte de sua mãe, e levado para ser criado pelo centauro Quíron, que o  educou na caça e nas artes da cura. Aprendeu o poder curativo das ervas e a cirurgia, e adquiriu tão grande habilidade que podia trazer os mortos de volta à vida, pelo que Zeus  o puniu, matando-o com um raio. 
      O seu culto disseminou-se por uma vasta região da Europa, pelo norte da África e pelo Oriente Próximo, sendo   homenageado com inúmeros templos e santuários, que atuavam como hospitais. 
     Ele é representado usualmente como um homem maduro, vestido de uma túnica que lhe descobre o ombro direito, e apoiado a um cajado onde se enrola uma serpente.


FONTE: WIKIPÉDIA

quinta-feira, 9 de janeiro de 2014

7 ANÕES NO CAMPO DE CONCENTRAÇÃO - PARTE 3



     Psiquiatras bombardeavam os anões com perguntas para testar a sua inteligência e os médicos os testaram repetidamente para sífilis - e água fervente, rapidamente seguido por água gelada , era vertida em seus ouvidos.



       Dora Ovitz , a esposa de estatura normal do mais velho anão Avram, foi interrogada por Mengele sobre sua vida sexual. Com perguntas cada vez mais lascivas , ele estava realmente salivando.
        Acima de tudo, os Lilliputs temiam sofrer o mesmo destino de dois anões - um corcunda e seu filho - que tinham chegado no acampamento três meses após eles: Tendo decidido enviar seus esqueletos para um museu em Berlim, Mengele havia ordenado a sua equipe para ferver seus corpos  até a carne ser separada dos ossos.    “Nós já estávamos conformados com o pensamento de que não sairíamos do campo com vida”, disse Perla.


Dr. Mengele
 
         Os anões sobreviveram graças ao capricho do médico demônio. Quando chegou a hora de todos do seu pavilhão irem para a câmara de gás, Mengele salvou os anões pela segunda vez, movendo-os para uma seção diferente.
         Os Lilliputs tiveram o cuidado de apresentar caras alegres para Mengele. Eles sempre se dirigiram a ele como " Vossa Excelência " e cantaram uma vez para o médico uma de suas canções favoritas : "Venha me fazer feliz "
       Mengele era invariavelmente educado com seus sete cativos, muitas vezes elogiando-os por sua aparência . "Como você está bonita hoje! " - Ele dizia para Frieda , a mais bonita dos anões .
        Animadamente , ela respondeu : "Eu sabia que Herr Hauptsturmführer estava por vir, por isso, tomei muito cuidado para me fazer  em sua honra. "
        "Dr. Mengele era como uma estrela de cinema, só que mais bonito", lembrou Perla, muitos anos depois. " Qualquer um poderia facilmente cair de amores por ele. Mas ninguém que o viu jamais poderia imaginar que por trás de seu belo rosto um animal estava escondido. Mas todos nós sabíamos que ele era cruel e capaz das piores formas de comportamento sádico. Porém, quando ele entrava na nossa barraca, ele acalmava-se, e quando o viam de bom humor, as pessoas diziam: Ele provavelmente visitou os anões...”
     Certo dia, Mengele foi visitar os anões a anunciou que os levaria para uma viagem especial a um lugar muito bonito. Percebendo a palidez no rosto dos anões, Mengele sorriu e deixou para as anãs um embrulho de presente.
Era rouge , batom vermelho brilhante  combinando com verniz de unhas, um frasco de perfume e sombras de olhos verdes.



CONTINUA...