segunda-feira, 31 de março de 2014

ANÃ QUE ESCULPE CORPO GANHA TROFÉU EM CONCURSO



    No primeiro torneio em que competiu, Amanda Loy já conquistou um prêmio. A americana de 22 anos, que nasceu com hipocondroplastia, um tipo de nanismo, conseguiu vencer as outras concorrentes no concurso de fisiculturismo de que participou neste último fim de semana.
    Depois de meses de um intensivo treinamento, ela competiu no Natural Western USA Figure Competition in Mesa (NPC), no Arizona.
    A família e os amigos de Amanda, além de seu treinador Gordon Beecher, foram ao evento prestigiá-la. “Ela é a favorita”, disse Beecher ao site americano KPHO. “Quando ela entrou no palco, o auditório explodiu em aplausos. As pessoas gritavam o nome dela”.

    
    Mesmo com sua baixa estatura, ela ficou em quarto lugar na competição e levou para casa um troféu. Amanda é estudante de enfermagem e faz fisiculturismo há dois anos. Nos últimos seis meses, ela iniciou uma dieta rigorosa para intensificar o treinamento. Amanda acredita que seja a primeira pessoa no mundo a competir ativamente em um concurso de fisiculturismo. “Pelo que sei e que busquei no Google, sou a única mulher a participar de uma competição como essa”, disse.
    O objetivo de Amanda é transformar essa paixão em profissão. Ela e seu treinador buscam patrocínio para que possa fazer treinamento em tempo integral. A próxima competição de que Amanda vai participar acontece em maio. Ela espera que outras pessoas – de todos os tipos de corpo – se inspirem no exemplo dela.”Não importa como você é. Se você quer ficar em forma, tudo vai depender da sua dedicação”, afirmou ao jornal britânico “Daily Mail”.


Fonte: Revista Marie Claire

sexta-feira, 28 de março de 2014

TIPOS DE PARALISIA CEREBRAL - PC ESPÁSTICA




 Tipos de Paralisia Cerebral

    O tipo de alteração do movimento observado está relacionado com a localização da lesão no cérebro e a gravidade das alterações depende da extensão da lesão. A PC é classificada de acordo com a alteração de movimento que predomina. Formas mistas são também observadas.

Espástica
    Quando a lesão está localizada na área responsável pelo início dos movimentos voluntários, trato piramidal, o tônus muscular é aumentado, isto é, os músculos são tensos e os reflexos tendinosos são exacerbados. Esta condição é chamada de paralisia cerebral espástica. 
    As crianças com envolvimento dos braços, das pernas, tronco e cabeça (envolvimento total) têm tetraplegia espástica e são mais dependentes da ajuda de outras pessoas para a alimentação, higiene e locomoção. A tetraplegia está geralmente relacionada com problemas que determinam sofrimento cerebral difuso grave (infecções, hipóxia e traumas) ou com malformações cerebrais graves.
    Quando a lesão atinge principalmente a porção do trato piramidal responsável pelos movimentos das pernas, localizada em uma área mais próxima dos ventrículos (cavidades do cérebro), a forma clínica é a diplegia espástica, na qual o envolvimento dos membros inferiores é maior do que dos membros superiores. A região periventricular é muito vascularizada e os prematuros, por causa da imaturidade cerebral, com muita frequência apresentam hemorragia nesta área. As alterações tardias provocadas por esta hemorragia podem ser visualizadas com o auxílio da neuroimagem (leucomalácea periventricular). Por este motivo, a diplegia espástica é quase sempre relacionada com prematuridade. Esta forma é menos grave do que a tetraplegia e a grande maioria das crianças adquire marcha independente antes dos oito anos de idade.
    Na hemiplegia espástica, são observadas alterações do movimento em um lado do corpo, como por exemplo, perna e braço esquerdos. As causas mais freqüentes são alguns tipos de malformação cerebral, acidentes vasculares ocorridos ainda na vida intra-uterina e traumatismos crânio-encefálicos. As crianças com este tipo de envolvimento apresentam bom prognóstico motor e adquirem marcha independente. Algumas apresentam um tipo de distúrbio sensorial que impede ou dificulta o reconhecimento de formas e texturas com a mão do lado da hemiplegia. Estas crianças têm muito mais dificuldade para usar a mão.

    As crianças com espasticidade tendem a desenvolver deformidades articulares porque o músculo espástico não tem crescimento normal. Flexão e rotação interna dos quadris, flexão dos joelhos e equinismo são as deformidades mais freqüentes nas crianças que adquirem marcha. Além destas, as crianças com tetraplegia espástica podem desenvolver ainda, luxação paralítica dos quadris e escoliose.

FONTE: http://www.sarah.br/

quinta-feira, 27 de março de 2014

MITO OU VERDADE: O HOMEM DE DUAS CARAS


    O mundo realmente é um lugar estranho. Se hoje, graças ao poder da internet já conseguimos saber das esquisitices que acontecem em todo lugar, muitas outras coisas bizarras já devem ter passado em nosso mundo nos séculos passados. Um exemplo enigmático disso é o que listamos aqui. Dizem as lendas obscuras que Edward Mordake, um nobre inglês que viveu no século 19, possuía duas faces. O segundo rosto estava localizado na parte de trás da cabeça, próximo da nuca.
    Segundo as informações da época, esse segundo rosto não se alimentava, porém era capaz de rir e chorar. Relatos que nunca tiveram fontes comprovadas dizem que Mordake estava desesperado para remover o rosto de trás, já que ele sussurrava palavras ininteligíveis que ele achava que eram satânicas. Entretanto, nenhum médico jamais tentou realizar o procedimento de remoção do rosto. Edward Mordake se suicidou com 23 anos, atormentado pelo segundo rosto.
    Esse curioso relato do século 19 jamais pode ser totalmente comprovado graças à falta de evidências médicas. As datas de nascimento e da morte de Edward Mordake não foram registradas e não existem muitos detalhes de como esse suicídio ocorreu, o que contribuem para o fato de Mordake ser apenas uma lenda urbana, já que esse caso ficou popular com o boca-a-boca das pessoas.
    Entretanto, o caso de Edward Mordake pode ser verdade apesar das poucas evidências. Mesmo que seja algo extremamente raro, dois outros exemplos semelhantes já foram registrados no mundo, Chang Tzu Ping e Pasqual Pinon, que também possuíam partes de um segundo rosto. Inclusive, no caso do chinês Chang Tzu Ping, o caso foi registrado quando ele passou pela cirurgia que removeu parte do segundo rosto, que consistia basicamente de uma boca e alguns dentes que se moviam quando ele falava.
    Como Mordake viveu décadas atrás, não existiam explicações científicas para tais fenômenos, por isso as pessoas se baseavam mais na religião – ele constantemente se referiu ao segundo rosto como algo do demônio. Esse pensamento, aliado ao fato de ser diferente e não ter auxílio das pessoas ao redor, provavelmente fez com que ele tomasse a decisão de cometer suicídio.

FONTE: MEGACURIOSO

quarta-feira, 26 de março de 2014

GAROTA DE 8 ANOS ENFRENTA FABRICANTE DA BARBIE E CONSEGUE BONECA CADEIRANTE



      A mãe de uma garota norte-americana de oito anos enfrentou a Mattel, fabricante da Barbie, e conseguiu para sua filha uma boneca em uma cadeira de rodas. A menina, Morgan Kelly, tem uma atrofia muscular que a obriga a se locomover em cadeira de rodas e queria encontrar uma Barbie com a qual se identificasse.



      “Por que não pode haver uma Barbie de cadeira de rodas?” – foi essa pergunta de Morgan que levou a mãe a bater na porta da Mattel em dezembro. “Ela disse: “Pessoas deficientes não são bonitas o suficiente para serem bonecas Barbie?”, conta Angela Floyd, a mãe.
      A menina havia ficado frustrada ao perceber que nenhuma entre as dúzias de bonecas de sua irmã mais nova tinha uma deficiência física. Foi por isso que a mãe, em dezembro de 2005, procurou a empresa para conseguir uma boneca que viesse em uma cadeira de rodas.
     Apesar de atualmente não vender  bonecas em cadeiras de roda, a Mattel já produziu, em 1997, uma boneca da linha Barbie chamada “Share a Smile Becky”, deficiente. E foi justamente esse produto, hoje fora de circulação, que resolveu o problema de Morgan. A Mattel encontrou uma unidade em seus arquivos e a enviou à menina.
      “Quando eu mostrei à ela, ela sorriu de orelha a orelha”, contou Angela. “Ela dizia: ‘Mamãe, é igualzinha a mim, é igual a mim”.
      “Felizmente, depois de uma pesquisa ampla da nossa equipe de atendimento ao consumidor, encontramos uma boneca Share a Smile Becky”, declarou Sara Rosales, vice-presidente de comunicação da Mattel.

Fonte: Portal Terra

terça-feira, 25 de março de 2014

FOTÓGRAFO DOCUMENTA AS EXPRESSÕES DE CRIANÇAS REFUGIADAS DO AFEGANISTÃO

 
      
     O belo da infância e a tragédia da guerra – é essa beleza trágica que encontramos espelhada no rosto das crianças retratadas pelo fotógrafo da Associated Press Muhammed Muheisen. Tendo passado os últimos anos no Paquistão, ele captou as expressões de uma das maiores comunidades de refugiados do mundo, saída da violência do Afeganistão, com um foco especial: o olhar de meninos e meninas entre os dois meses e os 15 anos.
     Apanhados no meio do caos, da violência, da pobreza e da incerteza, milhares de afegãos abandonaram o país rumo ao vizinho Paquistão nos últimos 30 anos. Entre essas pessoas, várias crianças foram obrigadas a crescer depressa e procurar refúgio em casas que não as suas. Apesar do medo em regressar ao país natal, muitas destas famílias não se sentem emocionalmente ligadas aos novos lares e algumas não chegam sequer a ter um.
     As imagens abaixo, captadas nos arredores da capital, Islamabad, são apenas um pequeno olhar sobre as condições em que vivem estes afegãos. Todos preferíamos que estas fotos não existissem, mas não adianta fingir que não vemos.


















FONTE: http://www.hypeness.com.br

segunda-feira, 24 de março de 2014

PAIS CEGOS PODEM SENTIR OS FETOS: ULTRASONOGRAFIA 3D


      O uso de impressoras 3-D está levando aos deficientes visuais a possibilidade de desfrutar da experiência da ultrassonografia por tato. A impressora é capaz de produzir um modelo 3D de seu bebê, antes de nascer.
      Usando tecnologia de impressão 3D, a empresa brasileira Tecnologia Humana 3D constrói réplicas físicas de um embrião em crescimento, ou do bebê, com base em dados de ultrassonografia.
      O projeto “Feto 3D” da empresa, iniciada pelo fundador Jorge Roberto Lopes dos Santos, foi criado inicialmente para fins de diagnóstico. Jorge descobriu que também poderia ter outros fins, como ajudar os pacientes cegos a sentir o bebê que não podiam ver em uma tela.
      “Trabalhamos principalmente para ajudar os médicos quando há alguma eventual possibilidade de malformação”, disse Jorge em um artigo publicado em tecnologia.
      A novidade também serve de recordação para os pais de primeira viagem, que enxergam 100%. “Trabalhamos também para os pais que querem ter os modelos de seus fetos em 3D”, lembra Santos.

FONTE:  Só Notícia Boa / Band

sexta-feira, 21 de março de 2014

EX- FUNCIONÁRIO DE ZOOLÓGICO COM CÂNCER TERMINAL SE DESPEDE DE ANIMAIS



    Mario, de 54 anos, que trabalhou durante 25 anos na manutenção de um zoológico, tem um tumor no cérebro e está em fase terminal, sem nem ao menos conseguir falar. Agora, para aliviar um pouco seu sofrimento e realizar seu último desejo, uma instituição holandesa que ajuda pessoas nessa condição levou Mario para se despedir dos animais dos quais ele cuidava.
    Ele gostaria de fazer a visita em abril, para comemorar seu aniversário, mas o passeio foi antecipado por causa de sua saúde debilitada, que talvez não permitisse que ele fosse transportado no próximo mês. Um dos momentos mais emocionantes foi quando uma das girafas se aproximou de Mario e tocou seu rosto com o focinho. A instituição conta que, em 2006, atendeu ao pedido de um senhor de 86 anos que gostaria de se despedir dos animais de sua fazenda.

FONTE: http://www.emresumo.com.br

GRANDES NOVELAS - PANTANAL

video



 

         Na minha modesta opinião, uma das melhores novelas de todos os tempos. Pantanal chamou a atenção desde as suas primeiras chamadas na Rede Manchete. E sua estreia prendeu e cativou os telespectadores que descobriram que não era só na Globo que podia-se ver uma boa novela. Trocar de canal virou febre em 1990. Dez anos para terminar o século e o milênio, e Benedito Ruy Barbosa nos apresentava uma história bem escrita e que  balançou a soberania da Globo. As cenas da Juma Marruá virando onça eram muito toscas, é verdade... Mas em nada comprometeram a emoção de quem acompanhava a trama.
         Pantanal não foi só uma boa novela. Foi mais que isso... Foi a novela que fez com que a Globo repensasse o seu jeito de produzir teledramaturgia. Marco na história da TV brasileira, sem sombra de dúvida.
------------------------------------------------------------


      Uma grata surpresa no universo da telenovela brasileira. Um sucesso arrebatador e munido de tantas novidades que chegou a abalar o tão alicerçado departamento de dramaturgia da TV Globo. Pela primeira vez, desde que se impôs na produção de novelas nos anos 70, a Globo viu seu posto de líder de audiência ameaçado.

       A Globo exibia Rainha da Sucata, de Silvio de Abreu. Pantanal entrava no ar após a novela das oito e rapidamente alcançou e se manteve na casa dos 40 pontos de audiência, uma verdadeira proeza para uma produção fora dos domínios da Globo.

Velho do Rio
       
A produção era da TV Manchete, que se lançava no desafio de conquistar uma fatia do mercado publicitário interessado na telenovela.

       Curiosamente a novela estava engavetada na Globo. Benedito Ruy Barbosa escrevia somente novelas das seis na emissora e queria que a produção fosse a sua estreia no horário nobre da Globo. Após muita insistência, o autor recebeu o aval da emissora para ir até o Pantanal para avaliar as reais condições de produzir a novela. Mas a época era de chuva e ele, Atílio Riccó e Herval Rossano voltaram do hotel-fazenda de Sérgio Reis com quase mil fotos em que aparecia apenas água e mato. Sem o registro da deslumbrante flora e fauna tão propagada pelo autor, o projeto foi novamente engavetado. Benedito ainda ouviu da Globo a proposta para transformar o projeto em minissérie ou ambientar a novela em uma fazenda carioca ou paulista para facilitar a produção.
"Mas bati o pé porque queria o Pantanal", lembra Benedito.

       O autor, no entanto, não resistiu ao chamado de Jayme Monjardim, que na época era diretor artístico da Manchete.
"Para convencer o Benedito disse: 'produzo a sua novela no Pantanal, exibo no horário nobre e você vem para a Manchete'", recorda o diretor.

 

    Depois desse grande sucesso, Benedito Ruy Barbosa foi elevado ao primeiro escalão dos autores da Globo e escreveu alguns dos maiores sucessos dos anos 90 na emissora: Renascer, O Rei do Gado e Terra Nostra.

       Como uma espécie de elogio à natureza, com cenas contemplativas e personagens fortes, Benedito Ruy Barbosa criou uma trama rural da melhor qualidade, enriquecida com o folclore da região pantaneira onde se passava a história.

       Claro que tal repercussão não saiu unicamente da boa história de Benedito. Toda a magia das imagens belíssimas do Pantanal, captada com rara sabedoria pelo diretor Jayme Monjardim e sua equipe, contribuiu para o excelente resultado final. Registre-se também a competente trilha sonora, composta especialmente por Marcus Viana, e o elenco bem escolhido.


     

      Os destaques de Pantanal foram muitos. O principal deles foi a utilização da natureza transformando-a num elemento importante na trama. O manifesto ecológico surgia através da tomada de consciência a respeito dos fatos da região.

      A novela fez brilhar a atriz Jussara Freire, perfeita como a criada Filó. Transformou Paulo Gorgulho e Cristiana Oliveira em astros de maneira repentina, e deu novo impulso às carreiras de Marcos Palmeira e Marcos Winter.

 

      Mas o mérito maior é mesmo de Benedito Ruy Barbosa apresentando uma das melhores novelas de todos os tempos, escrita com inspiração.
      O autor declarou: "O público adorou conhecer a paisagem de um lugar pouco conhecido do Brasil. O espectador relaxou na frente da tevê com paisagens deslumbrantes e uma história simples."


Elenco:
CLÁUDIO MARZO - José Leôncio / Velho do Rio (Joventino)

MARCOS WINTER - Jove (Joventino neto)

CRISTIANA OLIVEIRA - Juma Marruá

JUSSARA FREIRE - Filó

MARCOS PALMEIRA - Tadeu

PAULO GORGULHO - Zé Lucas de Nada

ALMIR SATER - Trindade

SÉRGIO REIS - Tibério

ELAINE CRISTINA - Irma

ÍTALA NANDI - Madeleine

NATHÁLIA TIMBERG - Mariana

ANTÔNIO PETRIN - Tenório

ÂNGELA LEAL - Maria Bruaca

LUCIENE ADAMI - Guta

TARCÍSIO FILHO - Marcelo

ROSAMARIA MURTINHO - Zuleica

GIOVANNA GOLD - Zefa

ÂNGELO ANTÔNIO - Alcides

ANDRÉA RICHA - Muda (Maria Ruth)

JOSÉ DE ABREU - Gustavo

FLÁVIA MONTEIRO - Nalvinha

RÔMULO ARANTES - Levi

GISELA REIMAN - Érica

ERNESTO PICCOLO - Renato

EDUARDO CARDOSO - Roberto

JOÃO ALBERTO - Zaqueu

LANA FRANCIS - Teca

GLÁUCIA RODRIGUES - Matilde

JÚLIO LEVY 

FONTE: teledramaturgia.com.br
 







quinta-feira, 20 de março de 2014

PARALISIA CEREBRAL



    O termo paralisia cerebral (PC) é usado para definir qualquer desordem caracterizada por alteração do movimento secundária a uma lesão não progressiva do cérebro em desenvolvimento.
    O cérebro comanda as funções do corpo. Cada área do cérebro é responsável por uma determinada função, como os movimentos dos braços e das pernas, a visão, a audição e a inteligência. Uma criança com PC pode apresentar alterações que variam desde leve incoordenacão dos movimentos ou uma maneira diferente para andar até inabilidade para segurar um objeto, falar ou deglutir.
    O desenvolvimento do cérebro tem início logo após a concepção e continua após o nascimento. Ocorrendo qualquer fator agressivo ao tecido cerebral antes, durante ou após o parto, as áreas mais atingidas terão a função prejudicada e, dependendo da importância da agressão, certas alterações serão permanentes caracterizando uma lesão não progressiva.
   Dentre os fatores potencialmente determinantes de lesão cerebral irreversível, os mais comumente observados são infecções do sistema nervoso, hipóxia (falta de oxigênio) e traumas de crânio. O desenvolvimento anormal do cérebro pode também estar relacionado com uma desordem genética, e nestas circunstâncias, geralmente, observa-se outras alterações primárias além da cerebral. Em muitas crianças, a lesão ocorre nos primeiros meses de gestação e a causa é desconhecida.

FONTE: http://www.sarah.br/



quarta-feira, 19 de março de 2014

CINEMA EM TIRAS - FÚRIA DE TITÃS - PARTE 5



CRÍTICA - FÚRIA DE TITÃS - REMAKE 2010



      Mostrando que a moda veio para ficar, mais um filme em 3D chegou aos cinemas brasileiros. Trata-se da aventura épica "Fúria de Titãs", de Louis Leterrier ("O Incrível Hulk", de 2008), refilmagem do original de 1981 que se baseia na mitologia grega para contar a lenda do herói Perseu.

      Mas não espere encontrar no longa - que também estará disponível em cópias normais - as histórias tal como os gregos escreveram. Hollywood sempre dá um jeitinho de mudar as coisas como mais lhe convém, o que implica na subversão de algumas tramas e até mesmo na inclusão de um monstro que só existiu na mitologia escandinava.

   Aqui, Perseu (Sam Worthington, herói também de "Avatar") é o filho adotivo de um pescador que vive em meio a uma Antiguidade onde homens e deuses andam em conflito. Durante um castigo do deus Hades (Ralph Fiennes) contra um grupo de soldados, ele perde sua família e fica só no mundo.

      Ao chegar a Argos, Perseu descobre que é um semideus, filho de Zeus (Liam Neeson, em uma ridícula armadura brilhante) com uma humana. Portanto, o único que pode impedir que a princesa Andrômeda (Alexa Davalos) seja sacrificada pelo monstro Kraken, o mesmo usado para destruir os titãs e que Hades pretende soltar contra a cidade para punir a civilização humana.

    Mas o herói pouco quer saber de sua descendência sobrenatural e prefere, como um simples homem, sair em busca de sua vingança. Ajudado por um grupo de soldados e pela misteriosa Io (Gemma Arterton), ele vai cruzar em seu caminho com o vilão Acrisius (Jason Flemying) e mais uma série de lendas gregas, incluindo a Medusa.


   Dirigido por Desmond Davis, o primeiro filme se diferenciava pelos efeitos especiais que utilizavam o stop-motion (animação com bonecos de 'massinha') e que garantiam o clima trash à produção. Mas enquanto o original conquistou um status de cult entre os cinéfilos, o novo longa provavelmente será lembrado por ser um desperdício de tempo e dinheiro, à exceção dos bons efeitos especiais que ganham ainda mais profundidade em 3D.

     A versão 2010 de "Fúria de Titãs" é tão fraca quanto café de orfanato, como diria Regis Tadeu, colunista de música do Yahoo! Brasil. Falta emoção aos diálogos, à encenação dos atores e à própria história, que faz a mitologia grega mais parecer um conto de fadas.

    Também é uma incógnita o que leva atores do primeiro escalão como Ralph Fiennes e Liam Neeson a embarcarem em uma produção tão furada. Provavelmente, os altos salários. Porque só um cachê muito milionário mesmo para compensar tamanha falha no currículo.

FONTE: http://pt.shvoong.com/ 

-------------------------------












 FIM

terça-feira, 18 de março de 2014

CEGUEIRA


     Cegueira é a condição de falta de percepção visual, devido a fatores fisiológicos ou neurológicos. Várias escalas têm sido desenvolvidas para descrever a extensão da perda de visão e definir a cegueira. Cegueira total é a completa falta de percepção visual de forma e luz e é clinicamente registrado como NLP, uma abreviação para "no light perception" (sem percepção de luz).

     Cegueira é frequentemente usada para descrever a deficiência visual grave, com visão residual. Aqueles descritos como tendo apenas percepção de luz têm apenas a capacidade de diferenciar o claro do escuro e a direção de uma fonte de luz.
     A fim de determinar quais as pessoas podem necessitar de assistência especial por causa de sua deficiência visual, várias jurisdições governamentais formularam definições mais complexas, conhecida como "cegueira legal". No Brasil, "cegueira legal" é quando uma pessoa tem visão menor que 0,1 ou 20/200 no olho com melhor acuidade. Isto significa que um indivíduo legalmente cego teria que ficar a 20 pés (6,1 m) de um objeto para vê-lo — com lentes oftálmicas — com o mesmo grau de clareza de que uma pessoa com visão normal poderia ver a 200 pés (61 m). 

FONTE: WIKIPÉDIA

segunda-feira, 17 de março de 2014

CINEMA EM TIRAS - FÚRIA DE TITÃS - PARTE 4



      Continuando sua volta para casa, passou por uma ilha onde viu uma linda mulher acorrentada no meio do mar, não fossem as lágrimas que vertiam de seu rosto, teria confundido-a com uma estátua. Perseu pergunta a jovem o que fez para merecer tal punição, a moça então diz a ele: "Eu sou Andrômeda, minha mãe Cassiopeia ousou comparar sua beleza com as filhas de Poseidon, as ninfas do mar, e fomos castigados por isso. Poseidon mandou um monstro de Ceto destruir nossa cidade pelo erro de minha mãe e eu fui oferecida como sacrifício".  Perseu diz que salvará a bela moça, se esta prometer casar com ele, mas antes de receber a resposta, uma grande onda se abriu no meio e o monstro marinho apareceu. Sem pensar duas vezes Perseu vai de encontro ao monstro e, aproveitando sua vantagem de voar, ganha a sangrenta batalha. Os pais de Andrômeda lhe concedem sua mão e Perseu volta para casa com ela.
      Ao chegar em casa vê uma desordem, o rei de Serifo, Polidectes, e seus seguidores, vão atrás de Dânae, mãe de Perseu, para violentá-la. Perseu convoca seus amigos para lutarem com ele, mas o rei e seus fiéis eram em muito maior número.
      Quando a batalha parecia perdida, o herói ergue a cabeça de Medusa e  todos que estavam contra ele (e inclusive alguns amigos descrentes) são petrificados, menos o rei, que percebera o que ocorreria e vira seu rosto, ele então pede clemência a Perseu: "Por favor, ó Perseu, me deixe viver, eu reconheço que tu és mais forte e que mataste a górgona, então não me mate também". Perseu responde: "Tratarei bem de você Polidectes, deixarei você em minha casa para jamais esquecer da covardia que me mostra agora". Perseu vira o rosto de Medusa na sua direção, petrificando-o, na posição de covardia em que ele se mostrava, levando a estátua para casa, jamais esquecendo do ocorrido.

FONTE: WIKIPÉDIA
----------------------------------















 
                                           CONTINUA...


sábado, 15 de março de 2014

MULHER ESTACIONA EM VAGA PARA PESSOAS COM DEFICIÊNCIA E TEM SEU CARRO RISCADO


   
Uma farmacêutica de 32 anos fez um boletim de ocorrência na madrugada desta quinta-feira (13) porque teve o capô do carro riscado enquanto ele estava parado na vaga especial (para idosos ou cadeirantes) em estacionamento conjunto que é destinado aos clientes  de uma farmácia e de uma agência bancária de Piracicaba (SP). O fato ocorreu na segunda-feira (10), mas ela só comunicou a Polícia Civil três dias depois.
 Segundo informações da polícia, a profissional trabalha em frente a um banco da Avenida Carlos Botelho e sempre para o Celta cinza 2011 no estacionamento da agência nas vagas reservadas porque, segundo ela, não há outras disponíveis nas proximidades. Ela confirmou à Polícia Civil que sempre deixa o veículo no local “até aparecer um espaço livre”.
    Mas na segunda, por volta das 13h, após repetir o feito frequente, voltou para buscar o veículo e foi informada por um vigia do banco que uma cliente, ao sair do local, teve uma crise de raiva e riscou o veículo da farmacêutica e de outro cliente que também ocupava uma vaga especial. A agressora escreveu “Você é diferente” no capô do carro. A polícia informou ainda que testemunhas anotaram a placa do automóvel da suspeita.
     A reportagem do G1 falou com a farmacêutica na manhã desta quinta, mas ela se recusou a dar mais informações. Relatou apenas que sabe que está errada, "mas que isso não justifica o erro e a agressão da mulher contra o carro”. A agressora ainda não foi identificada.


Fonte: G1

sexta-feira, 14 de março de 2014

CINEMA EM TIRAS - FÚRIA DE TITÃS - PARTE 3


      Perseu se tornou um grande homem, forte, ambicioso, corajoso, aventureiro e protetor da mãe. Polidectes, com medo de que a ambição de Perseu o levasse a lhe usurpar o trono, propôs um torneio no qual o vencedor seria quem trouxesse a cabeça da Medusa, o instinto aventureiro de Perseu não o deixou recusar. Em outra versão do mesmo mito todos os convidados em uma homenagem ao Rei, deveriam dar-lhe um presente, como Perseu era pobre se ofereceu para trazer a cabeça da Medusa como presente.
      Perseu, conhecendo sua mãe, disse que iria participar do torneio, mas não disse que iria enfrentar a Medusa, com receio de que ela o impedisse. Da batalha contra Medusa saiu vitorioso graças à ajuda de Atena, Hades e Hermes.  Atena deu a ele um escudo tão bem polido, que tal qual num espelho, podia se ver o reflexo ao olhar para ele. Hades lhe deu um elmo que torna invisível quem o usa, e Hermes deu a ele suas sandálias aladas, três objetos que foram definitivos para a vitória de Perseu.
       O poeta romano Ovídio conta que a Medusa teria sido originalmente uma bela donzela, "a aspiração ciumenta de muitos pretendentes", sacerdotisa do templo de Atena. Um dia ela teria cedido às investidas do "Senhor dos Mares", Posseidon, e deitado-se com ele no próprio templo da deusa Atena; a deusa então, enfurecida, transformou o belo cabelo da donzela em serpentes, e deixou seu rosto tão horrível de se contemplar que a mera visão dele transformaria todos que o olhassem em pedra.
      Então Perseu, guiado pelo reflexo no escudo,  sem olhar diretamente para a Medusa, derrotou-a cortando sua cabeça, que ofereceu à deusa Atena. Diz a lenda que, quando a Medusa foi morta, o cavalo alado Pégaso e o gigante Crisaor surgiram de seu ventre.
FONTE: WIKIPÉDIA
 ----------------------------------














                        CONTINUA...


quinta-feira, 13 de março de 2014

ITÁLIA SEM BARREIRAS



    Roteiros acessíveis a todos. Essa é a proposta da Itália que, nos últimos anos, vem investindo na adaptação de atrações e pontos turísticos com o objetivo de torná-los acessíveis as pessoas com deficiência.
    E a experiência começa nos aeroportos italianos: logo no desembarque, profissionais especializados ficam à disposição para orientar e solucionar qualquer  dúvida. Depois, já com o roteiro em mãos, sinta-se livre para explorar monumentos famosos como o Coliseu, Museu do Vaticano ou até aproveitar um passeio de “Vaporetto” (barco que atravessa os canais de Veneza).
    Confira dicas para aproveitar o melhor do país:


Coliseu, Roma
 
Mesmo monumentos mais antigos, considerados cartões-postais da Itália, são acessíveis para cadeirantes. Um bom exemplo é o Coliseu,  em Roma, que possui rota sinalizada, com rampas em locais estratégicos, além de elevadores que dão acesso às partes mais altas.


Museu do Vaticano

Além de rampas e elevadores, há passeios especiais que oferecem uma experiência multissensorial completa por obras de arte emblemáticas. Neste roteiro, os turistas ouvem cantos gregorianos e trechos da Bíblia, tocam objetos e sentem o perfume de diversas ervas da época de Cristo.


Veneza
 
Algumas das principais pontes da cidade possuem rampas e plataformas de acesso e a locomoção fica mais fácil através do barcos adaptados. Uma alternativa para evitar as pontes é realizar um passeio de barco, conhecido como “Vaporetto”, que tem espaços dedicados a cadeirantes.


Transporte público
 
A Rede Ferroviária Italiana (RFI) proporciona assistência especial em mais de 150 estações e a maioria dos trens está equipada com áreas para cadeiras de rodas, travas de segurança e banheiros acessíveis. Além disso, há também a inclusão de sinalizações em braile nos corrimões das estações para oferecer maior independência ao usuário com deficiência visual. 
    Para dúvidas, acesse: www.rfi.it.

FONTE: TURISMO ADAPTADO


quarta-feira, 12 de março de 2014

CINEMA EM TIRAS - FÚRIA DE TITÃS- PARTE 2





      O MITO DE PERSEU


Perseu, na mitolgoia grega, foi o herói que decapitou a Medusa, monstro que transformava em pedra qualquer um que olhasse em seus olhos. Como um semideus, Perseu era filho de Zeus, que sob a forma de uma chuva de ouro, introduziu-se na torre de bronze e engravidou sua mãe, a mortal Dânae, filha de Acrísio, rei de Argos.
     Acrísio, rei de Argos, era casado com Eurídice, filha de Lacedemon, e tinha uma filha Dânae, mas não tinha filhos homens. Quando Acrísio perguntou ao oráculo como ele poderia ter filhos homens, a resposta foi que Dânae teria um filho que o mataria.
     Dânae foi trancada em uma câmara de bronze subterrânea e posta sob guarda, mas ela foi seduzida, segundo alguns autores, por Preto, irmão e rival de Acrísio, ou por Zeus, que assumiu a forma de uma chuva de ouro. 
     Acrísio, não acreditando que sua filha estivesse grávida de Zeus, colocou-a em um baú, que foi jogado ao mar. O cesto chegou à ilha de Sérifo, onde foi encontrada por Díctis,  que criou o menino.

FONTE: WIKIPÉDIA

-----------------------------------









     CONTINUA...